NEUROFEEDBACK

O Neurofeedback é uma técnica não invasiva e indolor que promove o treino direto do funcionamento cerebral estimulando o cérebro a aprender a funcionar de forma mais adequada e eficiente.

Esta técnica permite a observação do cérebro em ação em tempo real através de suas ondas Alfa, Beta, Delta, Teta

Neurofeedback Valter Rodrigues Psicólogo


A informação desse funcionamento é mostrada ao paciente através de um computador em forma de gráficos ou jogos de tal modo, que se consegue com que o cérebro mude a sua atividade para padrões mais adequados.

Neurofeedback Valter Rodrigues Psicólogo
WhatsApp Image 2020-01-13 at 22.41.09.jp
Neurofeedback tratamento TDAH

A técnica de neurofeedback ocorre através do aprendizado por condicionamento operante, onde o comportamento a ser aprendido tem relação com as suas consequências.

Durante o treinamento, o cérebro é reforçado positivamente com sinais sonoros e/ou visuais ao produzir efetivamente os parâmetros desejados. Por exemplo, o paciente ouvirá sinais sonoros emitidos pelo computador ao realizar determinada tarefa corretamente usando apenas a mente como controle remoto.

O treinamento com neurofeedback é feito através de gráficos e jogos, que mostram ao paciente quando ele está relaxado, ansioso, concentrado ou desatento e ele vai modificando esse cenário  de forma interativa melhorando suas conexões neurais.

O objetivo da técnica de neurofeedback é que o paciente aprenda como treinar seu cérebro naturalmente após o tratamento. Dessa forma, os ganhos adquiridos durante o uso do neurofeedback permanecerão.

Neurofeedback aborda problemas de desregulação do cérebro como o espectro de ansiedade e depressão, déficit de atenção, distúrbios de comportamento, diversos distúrbios do sono, dores de cabeça, enxaquecas e distúrbios emocionais.

Também é útil para condições cerebrais orgânicas , tais como convulsões, o espectro do autismo e paralisia cerebral.

O equipamento usado contém apenas um eletrodo que é posicionado na testa do paciente, que detecta as atividades neurais e tem um design sofisticado, atraente e de  alta tecnologia, facilitando a assim seu manejo com qualquer usuario.

Trata-se de uma técnica  individualizada que atua em função dos padrões individuais de ativação cerebral, munida a outras técnicas psicoterápicas quer promovem  uma melhor qualidade de vida e performance cerebral .

SESSÕES

O tratamento de neurofeedback normalmente ocorre com a frequência de 1 a 5 sessões semanais, onde cada sessão possui duração média de 40 minutos. Com o objetivo de alcançar uma melhora efetiva das funções cerebrais do paciente, geralmente são necessárias no mínimo 25 sessões para se obter remissão de sintomas.

Entretanto, o número total de sessões de treinamento varia de acordo com o caso de cada paciente. Mudanças comportamentais já são identificadas nas primeiras sessões de treinamento, e a maioria dos pacientes atinge seus objetivos ao fim de 60 sessões, mas em alguns casos podendo chegar ao numero maior de sessões, tendo em vista que o tratamento é feito em um contexto de médio a longo prazo pois visa exclusão do uso de medicações. 

Com isso, as atividades das ondas cerebrais ficam “em forma” e com um desempenho mais desejável e mais regulado. 

INDICAÇÕES

•          Transtorno do déficit de atenção (TDA e TDAH);

•          Transtorno obsessivo compulsivo (TOC);

•          Transtorno do estresse pós-traumático (TEPT);

•          Ansiedade;

•          Autismo;

•          Depressão;

•          Dificuldades de concentração;

•          Dificuldades de memória;

•          Distúrbios de aprendizagem;

•          Estresse;

•          Hiperatividade;

•          Insônia;            

•          Síndrome do pânico;

•          Otimização da performance de atletas;

•          Otimização da performance mental;